“Óperas na Rua” gratuitas em Sintra até final de julho

Durante os meses de junho e julho, a Câmara de Sintra está a promover a iniciativa “Óperas na Rua”, que vai levar música a diversos locais daquele concelho, com entrada livre e com o objetivo de facilitar ao público em geral o acesso a este tipo de espetáculos, habitualmente, pouco acessíveis à maioria da população.

O Largo do Palácio Nacional de Queluz, o Largo Rainha Dona Amélia, o Largo N. Sr.ª da Natividade, em Mem Martins, a Praça Salgueiro Maia, em Massamá, os Jardins da Quinta da Fidalga, em Agualva-Cacém e a praceta Sacadura Cabral, em Rio de Mouro, são os locais que vão receber estas “Óperas na Rua”, que começaram no passado dia 15, no largo do Palácio Nacional de Queluz, com a realização da Ópera Delirium. Obras de Bizet, Verdi, Mozart, Leoncavallo, entre outros, fizeram parte da primeira noite desta programação. “A emoção e intensidade dramática da ópera saem para a rua ao encontro dos seus habitantes e visitantes, num projeto de proximidade com a comunidade”, destaca a autarquia.
A ópera na rua destina-se a todos os gostos e idades, para “envolver e surpreender moradores e visitantes, numa experiência única, no coração da cidade, em pleno bairro, no meio da rua e próxima do público”, acrescenta o município.



A programação prossegue no próximo dia 5 de julho, pelas 21h30, no Largo Rainha Dona Amélia, com a Ópera Dido e Eneias (Coral Allegro – Associação Coral de Sintra), uma tragédia em três atos e um prólogo, com libreto de Nahum Tate, considerada a única grande obra de teatro musical em inglês antes das óperas de Benjamin Britten, no século XX. A história baseia-se no IV Canto da “Eneida”, do épico latino Virgílio. No dia 12, a iniciativa chega à mesma hora ao Largo N. Sr.ª da Natividade, em Mem Martins, com Mozart (Bythemusic). O grupo “Ópera Viva” homenageia Mozart de uma forma divertida, com interatividade e excelência musical e artística.

Fonte: Vídeo Youtube – Domingos Silva

Dia 13 é chegada a vez da noite de música erudita animar a Praça Salgueiro Maia, em Massamá, com a Ópera nas Praças (Bythemusic). Na noite do dia 19, os Jardins da Quinta da Fidalga, em Agualva-Cacém, acolhem grandes temas do cancioneiro popular e tradicional “transportados para um ambiente de época” e para os nossos dias. Simone de Oliveira, Vitorino, Zeca Afonso, Trovante, e até o Fado, interpretados por seis vozes acompanhadas de um ensemble prometem uma noite bem diferente. O projeto inclui arranjos únicos que unem pequenos trechos de música de grandes compositores como Vivaldi ou Mozart, entre outros, com a canção portuguesa. Em Rio de Mouro, a Praceta Sacadura Cabral recebe na noite de 26 de julho, os duetos crossover com o canto Lírico no mundo e uma homenagem a Montserrat Caballé.
Entretanto, no âmbito desta iniciativa, a Quinta da Regaleira recebeu nos dias 14 e 15 duas Galas de Ópera, com a Quinta da Ribafria a acolher novas galas nos próximos dias 21 e 22. com espetáculos que terão entrada paga, cujos bilhetes estão à venda na bilheteira da Quinya da Ribafria e na Ticketline.

Partilhe este artigo no Facebook