Simone de Oliveira convidada das ‘Conversas Concerto’

A comemorar 60 anos de carreira, Simone de Oliveira será a cantora convidada das próximas “Conversas Concerto”, no dia 22 de junho, pelas 21h30, no auditório do Centro Cultural de Cascais.

Recorde-se que Simone é uma lutadora e uma profissional que perdeu a voz e que a conseguiu recuperar, tendo desenvolvido o seu trabalho em várias artes, desde a canção ao teatro, passando ainda pela rádio, cinema e televisão. A sua estreia aconteceu em janeiro de 1958, no primeiro Festival RTP da Canção, com o tema “Desfolhada Portuguesa”. A artista viria a vencer o mesmo concurso nos dois anos que se seguiram, nomeadamente com o sucesso “Sol de Inverno”.
Já a estreia no teatro de revista foi em 1962, recebendo o Prémio de Imprensa do ano de 1963. A sua carreira ficou marcada por músicas e letras compostas por autores de qualidade, muitos deles antifascistas. Após o 25 de Abril de 74, continuou a participar em revistas como “P’ra Trás Mija a Burra” e em março de 65 recebe o Prémio de Imprensa de 1964 para melhor cançonetista.



Em 2007, Simone comemora os seus 50 anos de carreira com uma atuação no Coliseu de Lisboa e em 2008, realiza o espetáculo “Um País chamado Simone”. Na mesma altura, integra o elenco da nova versão de Vila Faia, na RTP, onde encarna Efigénia dos Santos Marques Vila, papel que na versão anterior era desempenhado pela atriz Mariana Rey Monteiro.
Em 2010, no Festival da Canção, sobe ao palco do Campo Pequeno onde interpretou a sua Desfolhada, vestindo o mesmo vestido usado 40 anos antes, quando venceu o primeiro festival. Em 2011, na XVI edição dos Globos de Ouro (SIC), recebe das mãos de Pinto Balsemão o Globo de Ouro Mérito e Excelência.
Foi ainda condecorada com o grau de Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique a 7 de março de 1997, tendo sido elevada ao grau de Grã-Cruz da mesma Ordem a 8 de outubro de 2015.
Organizada pela Cãmara de Cascais, Fundação D. Luís I e Sótão Paralelo, no âmbito da programação do Bairro dos Museus, a entrada nas “Conversas Concerto” custam cinco euros.

Partilhe este artigo no Facebook