Mestres do Shakuhachi atuam no Museu do Oriente

Alguns dos mais “notáveis” mestres do Shakuhachi reúnem-se no Museu do Oriente, em Lisboa, dias 26 e 27 deste mês, para dois concertos que celebram a música japonesa tradicional e contemporânea, bem como a espiritualidade desta flauta, com repertórios, protagonistas e concertos que constituem o ponto alto do Festival Europeu de Shakuhachi.

Entre os intérpretes em destaque contam-se o aclamado Zenyoji Keisuke, o solista e artesão de Shakuhachi Kodama Hiroyuki, e ainda, a estrela em ascensão e vencedor do concurso mundial de Shakuhachi em 2018, Kuroda Reison, assim como vários professores de toda a Europa. Entre os músicos acompanhantes em instrumentos tradicionais japoneses contam-se Miyazaki Mieko (koto) e Takahashi Gaho (shamisen).



Os concertos integram o Festival Europeu de Shakuhachi, que traz a Lisboa músicos profissionais, amadores e entusiastas deste instrumento milenar, num evento que conta também com três conferências de entrada livre.

Na quinta-feira, dia 25, pelas 17 horas, Katherine Rawdon explica “A estética do Shakuhachi e a tradição da flauta ocidental”, numa palestra-recital. A 26 de julho e à mesma hora, Kiku Day aborda “A peregrinação pelos 88 templos de Shikoku”. Já no dia 27, David Hughes faz uma demonstração dos Contos Min’yo (música folclórica japonesa).

Concertos Mestres do Shakuhachi
Festival Europeu de Shakuhachi
26 e 27 de Julho
19 horas
Duração: 75’, sem intervalo
Preço único: 12 €

Partilhe este artigo no Facebook