The Cure levam fãs ao rubro no NOS Alive

Na primeira noite do NOS Alive, foram muitos os artistas que pisaram os seis palcos do festival do Passeio Marítimo de Algés, para além da animação que aconteceu nos espaços “Coreto” e no pórtico de entrada deste evento anual, que celebra vários géneros artísticos até este sábado.

No palco principal, a música começou ao final da tarde com os portugueses Linda Martini, seguindo-se a banda norte-americana Weezer, que elevou o tom de uma noite que encantou o público com o regresso dos nortenhos Ornatos Violeta. Entretanto, pelo palco Sagres, a artista Sharon Van Etten fazia as delícias dos festivaleiros com o seu novo trabalho “Remind Me Tomorrow”. Antes da hora mais aguardada da noite, o brasileiro Emicida agitou o Palco NOS Clubbing, antes da atuação de Stereossauro.



Mas os “deuses” do primeiro dia, acabaram por chegar pouco depois da meia-noite, num concerto mítico que ultrapassou as duas horas. Os britânicos The Cure encerraram a noite com chave d’ouro, num desfile de hits que percorreu a sua carreira e que a todos emocionou. A banda de Robert Smith, já considerada “uma das melhores do mundo” arrecadou a maior parte dos aplausos daqueles que estiveram no festival até de madrugada.




Gossip – Heavy Cross

Para esta noite, as estrelas voltam a brilhar depois de um dia que promete voltar aquecer todos os que passarem pelo NOS Alive. Os Primal Scream, Greta Van Fleet, Vampire Weekend ou os americanos Gossip vão assegurar o segundo dia da 13ª edição deste festival. O grupo de Beth Ditto é um dos grandes destaques para esta sexta, no entanto, a chegada da modelo, cantora e atriz jamaicana Grace Jones ao Palco Sagres, pela meia-noite, promete tornar aquele espaço num dos mais procurados. Até à atualidade, a artista marcou os finais dos anos 70 e princípios da década de 80 e aos 71 anos continua conhecida pelo seu look único, bem como pela sua música. Texto: Luís Geirinhas | Foto: Arlindo Camacho


Grace Jones – Slave to the Rhythm

Partilhe este artigo no Facebook