Concurso para hotel e residência estudantil no Estoril

Está aberto até dia 6 de setembro, o concurso público para a construção e gestão de um hotel de aplicação e residência estudantil da Tourism International Academy, que terá cinco pisos e uma área de cinco mil metros quadrados, no novo campus do Estoril.

A Tourism International Academy (TIA) é o mais ambicioso projeto nacional de formação em Turismo e vai nascer naquela zona, com a requalificação do campus da Escola do Turismo de Portugal e da Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril. O projeto prevê a criação de um hub internacional de formação, empreendedorismo, inovação e investigação para o Turismo, combinando as valências existentes naquele campus escolar, nomeadamente, de formação técnico-profissional, ensino superior, laboratórios técnicos e auditórios.
As infraestruturas existentes terão um hotel de aplicação, que “servirá o propósito da formação em contexto real de trabalho, proporcionando aos alunos uma experiência formativa o mais próximo possível da realidade do mercado”.



O hotel ficará ainda dotado de um estacionamento subterrâneo e um mínimo de 80 quartos. A conceção do projeto “deverá considerar o facto de se tratar de um hotel de aplicação de uma Escola de Hotelaria e Turismo, prevendo a criação de espaços amplos e abertos, por forma a que os clientes possam observar de perto o funcionamento do hotel, de todos os trabalhadores, bem como dos alunos em formação nos vários serviços”. O modelo de gestão será semelhante aos que estão em vigor nos hotéis de aplicação de Lisboa e do Porto, prevendo-se que “o concessionário ministre formação aos alunos da escola, em condições reais de trabalho”.

Reabilitação de espaço devoluto
Através da reabilitação de um edifício com 2.500 metros quadrados, atualmente devoluto, será também construída uma residência para estudantes, com 80 quartos e capacidade para cerca de 150 estudantes. A residência destina-se ao alojamento dos alunos da Escola de Hotelaria e Turismo do Estoril e também da Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril, para além dos formadores oriundos de outras escolas e entidades que tenham acordo com o Turismo de Portugal.
A TIA irá ainda integrar um espaço para incubação de empresas do setor, o Instituto de Formação Turística de Macau (IFT), passando a integrar a Escola Internacional de Turismo no âmbito da Academia da Organização Mundial de Turismo (OMT), num projeto “que deverá estar concluído até 2023, altura em que duplicará o número de alunos” para os cinco mil.

Partilhe este artigo no Facebook